Um papo sobre arte com Cris de Lucca

Por Letícia Minosso

06/06/2020

Um papo sobre arte com Cris de Lucca

Cris de Lucca é uma artista incrível, de vanguarda e única. Ela traz um olhar clínico no tratamento emanipulação de imagens. E na collab da coleção The Rock Star Tour, Cris trouxe o lúdico, transformando o tema da coleção em Rock In The Stars.

Aproximando toda a parte cósmica, as galáxias e as estrelas, de forma que a coleção fosse uma grande viagem planetária ao desconhecido. Despertando o desconhecido e ao mesmo tempo conectando o universo vasto e estimulante que pouco conhecemos. 

Instigando nosso espírito desbravador, como um rockstar que quer levar ao mundo suas músicas, suas batidas sonoras, como as estrelas que nos refletem luz, paz e harmonia. 

Batemos um papo com ela sobre arte, carreira e cultura. Saca só: 

Você defende que os artistas participem mais das questões sociais?
Creio que o artista tem um papel importante, pois de expressa para um número grande de pessoas através da arte, porém, em nosso país o artista não tem visibilidade nem reconhecimento, a não ser quando atende aos interesses da sociedade. Somente assim ele consegue uma projeção. 

Como foi o início de sua carreira artística? Comecei ainda criança. Me comunicava, e me comunico até hoje, com o mundo através da arte. Sou autodidata e me profissionalizei com 20 anos quando fui contratada para ser designer de estampas em uma empresa de moda.

Como desenvolveu seu estilo?
Um estilo de desenho não se aprende, ele nasce de uma forma natural. A maneira de desenhar vai surgindo à medida que você vai praticando e criando a sua própria técnica. É algo que vem de dentro de você, é a maneira como cada artista enxerga o mundo e o expressa através do desenho.

O que acha de suas criações estarem bastante ligadas a venda de produtos?
É muito interessante e gratificante, pois temos todo o trabalho de estudar e entender cada cliente para entregar um produto com a cara e o estilo do consumidor final da marca. E as vendas são um termômetro de que seu trabalho está no caminho certo. 

Como você vê o momento cultural nos dias de hoje? A arte, em termos gerais, está empobrecendo ou, mais uma vez, cumpre seu papel de refletir a sociedade?
A arte atual está passando por um processo bastante intenso de muita informação, e, com o papel de refletir a sociedade, acaba cada vez mais ajudando a comercialização da arte pois o artista hoje é um instrumento de todo o universo ao seu redor.

O que falta atualmente para incentivar mais o gosto dos jovens pelas artes?
O jovem hoje está muito mais ligado aos meios de comunicação virtuais. Creio que falta prática. Para isso acontecer é necessário o apoio do governo, da sociedade e de empresas privadas para a criação de oficinas artísticas, apoio e interesse com os artistas locais, respeito e incentivo às tradições, culturas e histórias de cada lugar. E a inclusão e o reforço dessas oficinas nas escolas. 

Confira as peças que a Cris criou para a Collab:

Letícia Minosso

Letícia Minosso

News