Entrevista com Tonho Crocco

Por Charlis Haubert

02/06/2020

Entrevista com Tonho Crocco

Tonho Crocco é cantor, compositor e poeta. É conhecido por ser o vocalista, e principal letrista da banda gaúcha Ultramen, também tem trabalhado com sua carreira solo e lançou seu primeiro trabalho em 2010 chamado O Lado Brilhante da Lua. Há 3 anos faz parte do grupo de artistas que apoia e divulga a Fors, para o lançamento do nosso portal, ele nos presenteia com uma entrevista exclusiva. Confira:

Tanto na sua carreira solo quanto na Ultramen, vocês misturam vários ritmos como soul, rock, samba entre outros, qual estilo você se rotula?

Sem rótulos. Gosto de todos gêneros musicais. Claro, tenho uma queda pelo soul de Tim, o balanço de Jorge Ben, o rap de Gustavo Black Alien e o synth pop do Tuxedo. Crescemos ouvindo a rádio Ipanema de POA e a MTV; vários estilos que foram se mesclando e daí vem uma coisa nova.

Em 2008, a Ultramen deu um tempo, e você foi morar em NY e na Europa. O que você foi fazer lá?

Estudar inglês, tocar, compor e gravar um EP. Claro que fui sem saber o que aconteceria… E aconteceu tudo isso.

Em 2011 você escreveu a música Gangue da matriz para protestar contra os deputados que votaram pelo aumento de 73% de seus próprios salários, na sequência o deputado Giovani Cherini entrou com uma ação contra você. Como foi esse episódio?

Nessa época eu estava muito ativo no Twitter. Protestei numa publicação que os deputados estaduais do Rio Grande do Sul tinham aumentado o próprio salário em 73%. Alguém escreveu: FAZ UMA MÚSICA SOBRE ISSO! Fiz a letra, música e vídeo em menos de 24h. Viralizou. Mas nada de mais.
A coisa ficou grande quando o deputado Cherini me denunciou ao ministério público por calúnia, injúria e difamação. Aí foi capa da zero hora, jornal da Globo etc. A opinião pública ficou do meu lado. O cara retirou o processo.
Fim? Não… A maioria dos políticos que fizeram aquilo foram reeleitos. Desisti de falar de política por um bom tempo.

Em plena pandemia do Coronavírus, como você acha que o governo está se comportando? Qual música de protesto você faria hoje?

O governo está dando mau exemplo.Alguns estados estão se saindo melhor que outros.
Fui convidado para 2 projetos durante a quarentena: Tranqueira, do Diego Kersten, gravei os vocais da música PANDEMIA e TELE ENTREGA DE POESIA do Dani Martins.

Existe um cenário muito forte no que chamamos de Rock gaúcho, qual é a maior dificuldade dessas bandas se destacarem nacionalmente?

Para ter destaque nacional a banda tem que sair do seu estado e assinar com um selo ou gravadora do eixo Rio-SP. Isso vale pra pernambucanos, mineiros, gaúchos, etc. Pode pegar todos CASES de sucesso e comparar.

Quais são seus projetos futuros?

Além da música meu maior projeto de vida é ser um bom pai. Criar meus dois filhos, Martina e Santiago, dar o melhor que eu puder para eles se desenvolverem e estar presente o máximo de tempo possível. Eles são o meu sucesso; meu disco de ouro duplo.

Charlis Haubert

Charlis Haubert

Música