Entrevista com Maneva

Por Charlis Haubert

06/07/2020

Entrevista com Maneva

Maneva é uma banda brasileira de reggae formada em 2005 na cidade de São Paulo. É composta por Tales de Polli (vocal), Felipe Sousa (guitarra), Fernando Gato (baixo), Fabinho Araújo (bateria) e Diego Andrade (percussão). Em 2019, a Maneva foi o artista da nossa Collab Music, com peças exclusivas sobre a banda em nossa coleção. Batemos um papo com os caras, e você confere o que rolou abaixo:

Como foi o início da banda? Qual a origem do nome Maneva?
O Maneva teve início em 2005 comigo (Tales) e com o Diego. Trabalhávamos na mesma empresa e eu sempre tocava nas festas e etc. Foi quando ele me ligou e fez o convite para montar a banda.
Maneva significa prazer no dialeto swahili, e remete diretamente ao nosso propósito de sempre ter prazer em tudo o que fizermos.

Como avaliam o cenário musical nacional atualmente?
Em transformação. Os temas das canções estão mudando. Com muito mais espaços para letras que abordam a evolução do ser humano e o amor ao próximo.

Como acontece o processo criativo para a criação das músicas?
Reuniões de amigos que curtem a companhia uns dos outros, que sentam e conversam sobre temas atuais no munidos de um violão e boas ideias.

Quais dicas dariam para uma banda que está no começo da carreira?
Acreditar sempre. Ninguém começa grande, e cada vitória ou derrota deve ser comemorada da mesma maneira, já que as duas situações nos ensinam muito.

Quais as próximas novidades da banda?
Vamos lançar um filme de animação chamado “O cabeça de Folha”. Aborda as mazelas da evolução espiritual através da música e do relacionamento interpessoal. São 6 canções inéditas e cada canção corresponde a história de um episódio, totalizando 6 episódios.

Com 5 integrantes, como é feita a escolha do repertório para os shows? Vocês tem algum critério?
Sempre colocamos os grandes sucessos, misturados à músicas que moldam o show para que não fique muito parado ou agitado demais, completando sempre com o trabalho mais recente da banda.

Como foi a experiência da turnê européia?
Mágica. Saber que existe pessoas que se identificam, que ouvem nossa música para se sentir mais perto de casa estando tão longe, ou para celebrar uma vida nova fora do Brasil, ou pessoas nativas da própria Europa, como foi o caso de Portugal cantando todas as músicas, foi surpreendente e emociante.

Charlis Haubert

Charlis Haubert

Música