Bill & Ted: Encare a Música

Por Leticia Minosso

03/09/2020

Bill & Ted: Encare a Música

Quando Bill & Ted: Uma Aventura Fantástica, em 4 de maio de 1989, chegou aos cinemas do Brasil – ou quando o VHS chegou à locadora ou quando passou na TV – a colunista que aqui lhes escreve nem era nascida.

Descobri a existência dele quando anunciaram que seria lançado Bill & Ted: Encare a Música, o terceiro e último filme da sequência. Mais especificamente, por acompanhar os trabalhos recentes de Keanu Reeves e receber uma notificação desse lançamento.

Como boa curiosa, fui atrás para descobrir do que se tratava. Bill & Ted marcaram uma geração com uma sinopse onde dois adolescentes que sonham em fazer sucesso com sua banda de rock’n’roll, “Wyld Stallyns”. Só que primeiro eles têm que se formar no colégio, e antes disso, passar de ano.

O pai de Ted determinou que caso ele fosse reprovado, iria para a escola militar, o que separaria os amigos e atrapalharia o seu sonho. Seu professor de História, Sr.Ryan, lhes dá uma chance de passar: responder a um teste oral sobre como uma personagem histórico reagiria aos tempos modernos.

A solução surge dos céus: um mensageiro do futuro, Rufus, viajando em uma cabine telefônica resolve ajudá-los, pois a música deles é razão da sua existência. Os meninos, então, vão ao passado a fim de convencer personalidades como Sócrates,  Freud, Napoleão, entre outros, a irem com eles fazer seu teste oral. 

No segundo filme, Bill e Ted: Dois Loucos no Tempo o tempo-espaço ainda está presente na vida dos protagonistas. San Dimas, Califórnia, 2691. De Nomolos, um gênio do mal, decide que como parte do seu plano de instituir uma nova ordem precisa destruir Bill e Ted. Os dois acabam sendo mortos e substituídos por dois robôs sósias. Os verdadeiros protagonistas conseguem vencer a Morte, conhecem Deus e retornam ao mundo dos vivos, para tentar salvar as namoradas e vencer um concurso de bandas. Mas, para isto, precisam também derrotar os robôs-sósias.

Em sua terceira e última aventura, os dois atingiram a meia idade, tendo agora suas preocupações voltadas para família e outras responsabilidades da vida adulta. Depois de anos lidando com a frustração de ainda não terem escrito a melhor música de todos os tempos, eles recebem a visita de um homem do futuro e descobrem que apenas uma música criada por eles pode salvar o mundo.

A grande mensagem do filme, que por acaso coincide muito com a situação que estamos vivendo, é que devemos nos unir para salvar o mundo. Desde o primeiro filme a dupla já dizia “Be excellent to each other”, que pode ser traduzida livremente como “sejam ótimos uns com os outros”. 

Leticia Minosso

Leticia Minosso

News